Professora de 92 anos melhora de saúde alfabetizando sua cuidadora

Ao saber que sua nova cuidadora, Maria, de 35 anos, não sabia ler nem escrever, Ione passou a usar de sua experiência para alfabetizá-la.

Ensinar e aprender algo sobre o mundo tem um poder de transformar a nossa interação com o mundo, e transformar para melhor.

A professora Ione Nóbrega, aposentada de 92 anos, tem uma história que nos inspira a pensar sobre isso.

Alguns dias atrás, ela se sentia apática e o corpo muito mais adoecido, porém este quadro começou a mudar quando ela teve espaço para a prática que é apaixonada; lecionar.

“Quando a vovó soube disso, tratou logo de perguntar se ela queria aprender. Com a resposta afirmativa, vovó começou a ensinar”, conta Manuela Praxedes, advogada de 32 anos e neta de dona Ione, em entrevista ao site SNB.

A cuidadora de Ione, Maria, mãe de 3 meninos, topou na hora. A possibilidade de ajudar alguém, usando os seus conhecimentos, deu ânimo novo para dona Ione que quando mais jovem, alfabetizava e aconselhava centenas de alunos.

O prazer de ensinar, afetou positivamente seu corpo e sua mente, melhorando significativamente, sua qualidade de vida.

A professora aposentada é mora em Fortaleza, no Ceará. No passado, foi proprietária do tradicional colégio Instituto Nóbrega, sediado na capital cearense. Dona Ione e Maria fazem as aulas à mesa, todos os dias pela manhã, antes do início do expediente da cuidadora.

As aulas, iniciadas de março, estão surtindo resultados positivos. A neta de Ione, Manuela, fez esta foto do caderno de Maria do seu primeiro ditado completo, com algumas palavras escritas, expondo o progresso da cuidadora.

Professora de 92 anos melhora de saúde alfabetizando sua cuidadora

Foto: Arquivo pessoal Manuela
Fonte: Psicologias do Brasil

Notícias mais lidas

Leia Também