Novas regras na aposentadoria: Fórmula 85/95 deixará de existir

Quem espera se aposentar em 2019 utilizando a fórmula 85/95, precisa estar atento, pois a partir de 31 de Dezembro de 2018, ela ganhará mais 1 ponto, passará a ser chamada 86/96.

Então, para se aposentar, será necessário que a soma da idade com o tempo de contribuição seja de 86 para as mulheres e 96 para os homens.

Por exemplo, um homem precisa ter 35 anos de contribuição e 61 anos de idade.

Esse aumento na pontuação já está previsto em lei, desde 2015, para acontecer de tempos em tempos, chegando a 90/100 no último dia do ano de 2026.

Esta é uma das formas, utilizando o tempo de contribuição. É possível escolher a aposentadoria pelo fator previdenciário ou pela fórmula 85/95, que está em vigor desde 2015.

Pelo Fator Previdenciário, não existe idade mínima para solicitar o benefício. Mas é preciso ter no mínimo 30 anos de contribuição (mulheres) ou 35 anos (homens). Existe, porém, o desconto do valor previdenciário, que reduz o valor do benefício para quem se aposenta mais cedo, e que varia de acordo com a idade e o tempo de contribuição.

Para a fórmula 85/95, é necessário que a soma da idade com o tempo de contribuição seja de 85 (mulheres) e 95 (homens), mas que a partir de 31 de Dezembro de 2018, passará a ter a pontuação de 86/96. Também é necessário o tempo mínimo de contribuição, de 30 anos (mulheres) e 35 (homens).

Quem se enquadra nessa fórmula, recebe a aposentadoria sem desconto do fator previdenciário.

Posso pedir aposentadoria pela fórmula 85/95?

É preciso saber o tempo total de contribuição. Para isso, o segurado deve consultar a carteira de trabalho e carnês de contribuição. Também pode simular o tempo já contribuído ou verificar o extrato previdenciário (Cnis), que estão disponíveis no site e aplicativo para celular, Meu INSS, em que será preciso cadastrar uma senha. O segurado também pode agendar um atendimento em uma agência do INSS para solicitar o extrato previdenciário.

Em seguida, é necessário somar a idade com o período de contribuição e além da soma, é preciso cumprir o tempo mínimo de pagamentos, 30 anos (mulheres) e 35 anos (homens).

É muito importante lembrar que os meses são contados na hora de fazer a soma da pontuação. Por exemplo, se uma mulher tem 54 anos e seis meses de idade, e possui 30 anos e seis meses de contribuição, ela pode solicitar a aposentadoria pela fórmula, pois os seis meses da idade com os seis meses da contribuição, somam 1 ponto.

Fonte: Uol

Notícias mais lidas

Leia Também