Doenças que podem atingir as mulheres após completarem os 40 anos

Doenças que podem surgir nas mulheres depois dos 40 anos

Após os 40 anos de idade, as mulheres normalmente já alcançaram pelo menos um pouco de estabilidade em suas vidas, podendo então, aproveitá-la melhor. Mas é também a partir dessa idade, em que a atenção deve ser redobrada em relação a saúde, pois o organismo pode começar a apresentar alterações, e com isso o surgimento de algumas doenças.

doenças

Artrose

Qualquer alteração sentida nas articulações, dores nas costas, bicos de papagaio, não deve ser ignorada, mas deve-se realizar uma consulta médica com um especialista.

Câncer

A incidência do câncer aumenta muito após os 40 anos. Nas mulheres, o câncer de mama, de endométrio e de colo uterino, são os tipos mais frequentes. O autoexame é um grande aliado para a descoberta do câncer de mama, pois quando o diagnóstico é feito logo no início, as chances de cura são altas. Se no autoexame a mulher notar qualquer nódulo, é muito importante que procure um médico o quanto antes. Por isso, é tão importante realizar visitas periódicas ao médico.

Outros tipos de câncer que também são comuns após os 40 anos, são: câncer de pulmão, que pode ser evitado com hábitos de vida saudáveis e sem cigarro, logo em seguida, o mais frequente é o câncer de cólon (intestino), que depende de uma boa ingestão de líquidos e fibras diariamente, para o bom funcionamento do intestino, evitando assim, seu surgimento.

O câncer de pele está cada dia mais frequente, o principal motivo é a exposição excessiva ao sol, por isso o uso do protetor solar é essencial para a prevenção. É importante observar que, ao menor sinal de alteração na pele, uma pequena mancha por exemplo, deve servir de alerta e é preciso ser examinada por um dermatologista.

Diabetes

Após os 40 anos, a ocorrência de diabetes aumenta, devido à diminuição do hormônio feminino (estrogênio). A diabetes é mais comum em pessoas obesas, alcoólatras ou pelo fator genético. Para sua prevenção, é importante manter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios regularmente e visitar frequentemente o médico. A diabetes quando é diagnosticada rápido e tratada corretamente, proporciona ao paciente uma qualidade de vida melhor.

Doenças cardíacas

Uma das principais causas de mortes em mulheres acima dos 40 anos, são as doenças cardíacas, principalmente após a menopausa. O risco aumenta, devido às alterações no perfil lipídico (gordura) e circulatório da mulher.

Ao longo dos anos, as mulheres tendem naturalmente a reduzir aos poucos, a produção do seu hormônio natural, que é o estrogênio, o que é um dos fatores para o surgimento de doenças cardíacas. Mas o que também influencia o surgimento de doenças cardíacas, são as alterações nos níveis do sangue e a concentração de LDL (alto colesterol ruim) e HDL (baixo colesterol bom).

Para evitar doenças cardíacas, é ideal que se realize check-ups anualmente, além de hábitos de vida saudáveis.

Osteoporose

Logo após a menopausa, ocorrem muitas alterações hormonais no organismo da mulher que diminuem a fixação do cálcio, causando a perda de densidade óssea. Com isso, a predisposição para a osteoporose que costuma aparecer depois dos 60 anos, é bem maior.

A osteoporose é causada pelo enfraquecimento da estrutura óssea, o que deixa os ossos frágeis e sucintos à possíveis fraturas. Com uma alimentação equilibrada, acompanhamento médico e quando necessário, a reposição hormonal, é possível manter a saúde.

Outras doenças

Existem diversas outras doenças que podem surgir com o passar do tempo, como doenças coronárias (arteriosclerose e a aterosclerose), angina, tosse crônica, diminuição da audição, zumbido nos ouvidos, tontura, hipertensão arterial, existe também um aumento no número de casos de derrame (Acidente Vascular Cerebral – AVC). Cerca de 10% das pessoas com mais de 40 anos sofrem com doenças associadas ao acúmulo de gordura nas artérias.

A mulher precisa ficar atenta às alterações em seu corpo, para que ao menor sinal de dúvidas, sempre procurar um médico, que irá realizar os procedimentos corretamente.

Fonte: Plano de Saúde.net

O dia mais importante? Hoje.