O que é Terapia de Reposição Hormonal para a Menopausa?

A Terapia de Reposição Hormonal ou Terapia de Substituição Hormonal, é um tratamento natural, para aliviar os sintomas típicos da menopausa, como por exemplo, cansaço excessivo, queda de cabelo, ondas de calor, secura vaginal, entre outros sintomas.

Essa terapia utiliza medicamentos que auxiliam na reposição dos níveis de progesterona e estrogênio, que diminuem durante a menopausa, já que os ovários param de produzi-los quando a mulher entra no climatério e na menopausa, por volta dos 50 anos de idade.

A reposição hormonal pode ser feita através de comprimidos ou adesivos para a pele e a duração do tratamento varia entre 2 até 5 anos, dependendo de cada pessoa.

Principais medicamentos utilizados

Antes de mais nada, é importante frisar que é necessário consultar um médico, pois cada caso é um caso, portanto, após consultas e exames específicos, seu médico definirá qual é o melhor tratamento.

Existem dois principais tipos de terapias que podem ser indicadas por seu médico, para que seja feito a reposição dos hormônios:

Terapia com estrogênios: são utilizados medicamentos que contém apenas estrogênios como o estradiol, mestranol ou estrone, por exemplo. São indicados, especialmente para mulheres que tenham removido o útero.

Terapia com progesterona e estrogênio: são usados medicamentos que contenham progesterona natural ou uma forma sintética de progesterona combinada com um estrogênio. É especialmente indicada para mulheres que possuem o útero.

Uma observação importante também, é que o tempo total do tratamento não deve exceder os 5 anos, pois este tratamento está relacionado ao aumento do risco de câncer de mama de doenças cardiovasculares.

Quando não se deve utilizar a terapia

A Terapia de Reposição Hormonal não deve ser realizada para alguns casos, como:

Câncer de mama;

Câncer no endométrio;

Distúrbios da coagulação sanguínea;

Lúpus eritematoso sistêmico;

Porfiria;

Sangramento genital de causa desconhecida;

Ter tido um infarto ou AVC (Acidente Vascular Cerebral);

Trombose venosa profunda.

Esta terapia deve ser sempre acompanhada por um ginecologista, pois é necessário um acompanhamento regular e as doses devem ser ajustadas de acordo com o tempo.

A reposição hormonal também pode aumentar os riscos de doenças cardíacas, e por isso, deve ser feita apenas quando necessária, com doses baixas e por um curto período de tempo.

Reposição Hormonal Natural

Uma boa estratégia para fazer a reposição hormonal de forma natural, é consumir regularmente alimentos fitoestrogênios, que são substâncias naturais, semelhantes ao estrogênio, e que estão presentes em alimentos como a semente de linhaça, soja, amora e o inhame.

A linhaça auxilia na redução dos sintomas da TPM, a soja diminui o risco de câncer de mama e osteoporose. Já o inhame, é ótimo no combate do inchaço e retenção de líquidos, que são muito comuns nesta fase da vida.

Uma outra forma de reposição natural é com o uso de suplementos alimentares como a lecitina de soja ou a isoflavina de soja, cuja eficácia é segura e comprovada, para auxiliar a mulher a sentir melhor durante o climatério até a instalação da menopausa.

Planta medicinais para Reposição Hormonal Natural

A seguir, indicamos 3 plantas que podem auxiliar no combate dos sintomas desagradáveis da menopausa:

Amora Negra (Morus Nigra L.)

As folhas da amoreira auxiliam no combate aos sintomas da menopausa, principalmente contra as ondas de calor, porque contém fitoestrogênios que diminuem a oscilação hormonal na corrente sanguínea.

Como usar: Adicione 10 gramas de folhas secas em 1 litro de água fervente. Coar após 10 minutos e tomar morno.

Erva-de-São-Cristóvão (Cemicifuga racemosa)

Ela é conhecida por aliviar as cólicas menstruais pois é anti-inflamatória, antiespasmódica e contém fito estrogênios, mas não deve ser usada ao mesmo tempo que o tamoxifeno.

Como usar: Adicione 1 colher de folhas secas em 180ml de água fervente. Repousar por 3 minutos, coar e tomar morno.

Ginseng siberiano (Eleutherococcus senticosus)

Auxilia na manutenção do bom humor, é antidepressivo e auxilia na recuperação da libido perdida, além disso, ajuda a mulher a se adaptar as mudanças hormonais, diminuindo o stress e aumentando a energia.

Como usar: Ferver 1 cm da raiz em 200ml de água. Coar após 5 minutos e tomar morno.

Fonte: Tuasaude.com

Notícias mais lidas

Leia Também