Conheça as melhores cidades para os aposentados

Ranking mostra os municípios brasileiros com maior qualidade de vida para os idosos.

Nova Araçá

Nova Araçá

A preocupação em identificar os melhores lugares para os aposentados viverem é pauta constante de grandes publicações americanas, como a Forbes e o Wall Street Journal. As categorias são muitas e contemplam desde o melhor clima à maior concentração de viúvos. Afinal, quem economizou durante a vida agora quer aproveitar e viver bem. Para identificar onde está concentrada a população idosa, o site da Revista Exame também rastreou as cidades brasileiras com maior proporção de aposentados a partir dos dados do Censo do IBGE de 2000. O levantamento considerou apenas as 100 cidades com maior Índice de Desenvolvimento Humano do país. Calculado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o IDH leva em conta a renda, educação e longevidade da população.

Veja a lista abaixo

Rio de Janeiro – Para aqueles que não gostam da vida pacata das pequenas cidades, o Rio de Janeiro pode ser um paraíso. Bela por natureza, a cidade é considerada uma das mais alegres do País. Em Copacabana, onde vive uma grande concentração de idosos, há, inclusive, uma delegacia exclusiva para eles. Lá também se encontram diversos clubes e associações especialmente criados para a terceira idade, vários deles mantidos pela prefeitura.

Santo André – A 18 km de São Paulo, Santo André ocupa o segundo lugar da lista das grandes cidades com maior número de aposentados. No ano passado, a cidade organizou pela primeira vez um concurso de Miss e Mister Melhor Idade. E para quem se aposenta com uma renda de até R$ 3.218, a prefeitura oferece até 50% de desconto no IPTU.

Porto Alegre – Primeiro lugar entre as cidades com mais de 500.000 habitantes com maior proporção de aposentados, Porto Alegre apresenta a maior renda per capita na região Sul. A cidade tem 582 praças, nove parques urbanos e realiza coleta seletiva com 100% do lixo. A capital do Rio Grande do Sul também oferece mais de 60 salas de cinema, museus e centros culturais. Além de possuir um Conselho Municipal do Idoso.

Niterói – A cidade é muito mais do que simplesmente um mirante privilegiado para Pão de Açúcar. Ocupando o terceiro lugar no Índice de Desenvolvimento Humano e também no ranking das cidades de 100.000 a 500.000 habitantes, Niterói foi pioneira na implantação do Programa Médico de Família e conta com 15 hospitais públicos e privados, alguns de alta complexidade. As opções de entretenimento são fartas e vão de centros culturais a casas de samba e museus, sem falar nas praias e na proximidade ao Rio de Janeiro.

Santos – Tradicionalmente conhecida como reduto de aposentados, Santos é a maior cidade do litoral paulista. Com mais de 200.000 metros quadrados de jardins à beira-mar, terreno plano e centros de convivência para a terceira idade, o município oferece diversas vantagens para quem vai se aposentar. E para reforçar a vocação de cidade do bem estar, a prefeitura oferece aulas de dança, ioga, alongamento e terapias ocupacionais.

São Caetano do Sul – Líder em longevidade no país, com uma vida média de 78 anos e dois meses, São Caetano do Sul combina iniciativas voltadas exclusivamente para os idosos com o melhor IDH do país. A cidade do ABC paulista tem uma Coordenadoria Municipal da Terceira Idade, responsável por administrar quatro centros exclusivamente destinados à população acima de 50 anos. Além de clínica geral, estas unidades oferecem atendimento geriátrico, odontológico, psicológico e de fisioterapia. O lazer não fica de fora: academia e piscina também podem ser usados pelos membros.

Nova Araçá – Incrustada entre morros e vales no nordeste do Rio Grande do Sul, o lugar é retrato de um tempo que parece distante para quem mora nas grandes metrópoles. Seus habitantes passam o fim de tarde na praça central, festejam em conjunto as comemorações religiosas e cultivam os fazeres da terra. Assim como o Carnaval para a terceira idade e eventos como a “Noite do Pastel com Bingo”, que fazem o maior sucesso entre os mais os mais velhos.

Dois Lajeados – A apenas 80 km de Nova Araçá, encontra-se Dois Lajeados. Com um hospital de média complexidade e a realização de festas semanais em paróquias e centros, a cidade encarna a tranquilidade. Só não é indicada para quem não gosta de frio. Temperaturas abaixo de zero são comuns no rigoroso inverno do município.

Águas de São Pedro – Com apenas 3,64 quilômetros quadrados, Águas de São Pedro foi construída em 1948 para ser uma estância de cura. Com grandes jardins e mais de 1 milhão de eucaliptos plantados para purificar o ar, a cidade conta com completa estrutura de saneamento e abastecimento de água potável. Biblioteca municipal, clube da terceira idade e até um mini pantanal com capivaras e jacarés são outros atrativos do município. Suas águas tiveram  a sua qualidade comprovada em 1940 e passaram a ter suas propriedades medicinais estudadas.

Foto: Divulgação.