Lei em Belo Horizonte dá isenção de IPTU a moradores de casas com quintal verde

A lei é uma forma de agradecimento aos moradores que contribuem para um mundo mais ecológico. Não seria bom se o país todo aderisse a ela?

bh1

Foto: Creative Commons / Flickr – Karen Kleis

No meio da cidade grande onde o que mais se vê é concreto, qualquer jardim com lindas plantas já é válido. Nas capitais, por exemplo, os parques são extremamente valorizados, e infelizmente vemos que os prédios estão sempre crescendo, ofuscando o verde dos bairros.

Mas lembre-se, nem tudo está perdido! Há algumas iniciativas que podem incentivar a volta do verde para as cidades. Em Belo Horizonte, por exemplo, aqueles que possuem casas com quintais verdes são agradados com a isenção do pagamento do IPTU. Todo mundo sabe que o imposto está cada vez mais caro, e essa lei da capital mineira é uma ótima medida para incentivar a valorização dos espaços verdes.

bh2

Foto: Creative Commons / Flickr – Susanne Nilsson

A lei já é antiga, já tem por volta de 20 anos, mas poucos dos que moram na cidade têm conhecimento dela. De acordo com a prefeitura, isso é uma forma de agradecer àqueles que contribuem para o clima da cidade, já que espaços assim ajudam na melhora do ar, diminuem o calor e auxiliam na absorção da água da chuva, além de outros benefícios. Dados da prefeitura também apontam que menos de 10 donos de chácaras e sítios com espaços extensos de verdes fazem uso dessa lei.

Porém não é todo quintal verde que se enquadra nessa medida. É preciso que ele esteja em acordo com a Reserva Particular Ecológica da legislação municipal. Então, se você mora em Belo Horizonte, busque se informar quanto à lei para receber a isenção!

O que você acha? Não seria uma ótima ideia se todas as cidades do Brasil possuíssem essa lei? Comente!

Adaptado: Engenharia É